diarios de tcc vol.1 - o famigerado monstro do tcc

Atualizado: 4 de mar.


antes mesmo de começar a faculdade, eu tinha um medo gigantesco: o tcc. pensar em fazer um trabalho de tamanha importância, e apresentar pra uma banca de professores craques no assunto, me deixava completamente surtado e me fazia pensar apenas uma coisa: nunca vou conseguir fazer um.


meu medo era tão grande, que eu achava que não conseguiria nem escolher um tema, quanto mais escrever, produzir, captar e editar (no meu caso tem esse rolê todo porquê eu tô me formando em rádio, tv e internet).


alguns anos depois, entrei na faculdade e comecei a ficar empolgado com a idéia quando os professores mostravam os trabalhos de outros formandos, mas aí tudo isso mudou quando a nação do fogo atacou.

ok, não foi a nação do fogo, mas sim o covid.


o que era pra ser uma grande e divertida experiência, se tornou quase que um pesadelo: aulas sincronas online.

nãããããããão!!!!! o terror da pessoa que queria muito aprender a operar varios equipamentos como camêras, microfones e ilhas de edição.


dois longos anos se passaram, e a pandemia parece estar tomando um rumo menos letal em nosso novo mundo pós-covid. esse ano, pelo que tudo indica nossas aulas presenciais voltarão com força total, o que acende uma faísquinha lá dentro do léozin que conseguiu pensar não só em um tema para seu tcc, mas também em muitas outras cousitas a más.


estou documentando partes do processo, porque eu sei que esse projeto vai muito além de um simples trabalho de conclusão de faculdade.


acredito que essa é uma grande oportunidade de compartilhar conhecimentos e criatividade, não só meus mas de todos os envolvidos no projeto, afinal, se tem uma coisa que eu aprendi é que o cinema é coletivo, e não dá pra fazer sozinho. (quer dizer, até dá mas isso é assunto para outro digi-texto.


então, você aí que assim como eu é apaixonado pela sétima arte, aconselho a ficar de olho por aqui, porque muita coisa ainda vai aparecer por aqui, e quando eu digo muita coisa eu quero dizer: por trás das câmeras, processos de produção e desenvolvimento, tutoriais e muito mais!


até logo, e não deixe de se inscrever em nosso bzZzletim, a newsletter periódica da highve com indicações e reflexões sobre cinema, arte, cultura e comportamento.


Leø Λzvdo, bzZz out!